Nesta quarta-feira (28), os fragmentos do submarino Titan, que colapsou nas profundezas do Oceano Atlântico durante uma expedição aos destroços do Titanic, foram transportados para um porto no sul do Canadá.

Essas partes da embarcação agora serão utilizadas na investigação para determinar as causas e condições da implosão que resultou na morte dos cinco tripulantes a bordo.

A equipe da Guarda Costeira do Canadá, que participou das operações de busca, descarregou peças de metal do navio Horizon Arctic. Fotografias mostram esses fragmentos do submarino cobertos por lonas.

De acordo com especialistas envolvidos no caso, as seções do Titan feitas de fibra de carbono se estilhaçaram durante a implosão.

O inquérito principal será conduzido pela Guarda Costeira dos Estados Unidos, que também liderou as operações de busca, com o apoio do Canadá e da França, que contribuíram com navios, aeronaves e sondas.

Os destroços chegaram à costa apenas seis dias após a Guarda Costeira dos EUA anunciar a descoberta do submarino e a morte dos cinco tripulantes.

A área no alto-mar onde os destroços do Titanic estão localizados fica a cerca de 600 quilômetros da costa canadense.

Os fragmentos foram levados ao porto de St. John, na província de Newfoundland, no Canadá.

Share.

Deixe um comentário

Exit mobile version