Fazenda Pratinha e as grutas de Iraquara (BA): duas atrações imperdíveis da Chapada da Diamantina

A Fazenda Pratinha é um dos pontos turísticos mais visitados da Chapada Diamantina. Foto: L12.
A Fazenda Pratinha é um dos pontos turísticos mais visitados da Chapada Diamantina. Foto: L12.

 

A Fazenda Pratinha, localizada no município de Iraquara (BA), é um exemplo de tudo o que a Chapada da Diamantina oferece de melhor: piscinas azuis cristalinas, paisagens naturais estonteantes e um circuito imperdível de trilhas e caminhadas. E ainda tem mais: a água daquela região foi eleita a terceira água mais cristalina do mundo.

Preparamos abaixo uma lista das atrações que você encontra neste local:

A Flutuação

É um passeio na Gruta Pratinha, em águas cristalinas com tonalidade azulada, onde se pode observar uma grande variedades de peixes. É um passeio de aproximadamente 25 minutos no interior da caverna com condutores locais. A flutuação é uma espécie de mergulho feita com colete salva-vidas, pé de pato e snorkel, sempre em grupos e acompanhada por guias treinados e qualificados em espeleomergulho com certificação internacional para mergulhos em cavernas.

A flutuação é uma espécie de mergulho feita com colete salva-vidas, pé de pato e snorkel. Foto: Reprodução.
A flutuação é uma espécie de mergulho feita com colete salva-vidas, pé de pato e snorkel. Foto: Reprodução.

Pousada Recanto do Major

 

Aproveito o passeio para ficar hospedado em um antigo casarão com mais de 100 anos. A antiga construção foi transformada em uma pousada aconchegante onde se pode desfrutar do rústico e do moderno. Os quartos dessa casa oferecem uma linda vista para o rio Pratinha.

Tirolesa

 

É um esporte radical, com 80 metros de extensão e 12 metros de altura. O percurso transmite uma sensação de voo livre e termina deslizando no rio de águas cristalinas.

Caiaque, Stand Up e Pedalinhos

 

Existe ainda a possibilidade de pedalar e remar nas águas cristalinas do Rio Pratinha e desfrutar das belezas desse local único vistas de cima.
Fotos subaquáticas também estão disponíveis. A Fazenda Pratinha está localizada na rodovia BA -122 no município de Iraquara.

 

 

Descida de tirolesa pelos visitantes da Fazenda Pratinha. Foto: L12.
Descida de tirolesa pelos visitantes da Fazenda Pratinha. Foto: L12.

 

Sobre a cidade de Iraquara

 

Com 25 mil habitantes, Iraquara é rica em  cavernas estonteantes para serem visitadas. Assim como a maioria das grutas no Estado da Bahia, as de Iraquara datam da era do Proterozóico Superior (900 – 700 milhões de anos) e do Proterozóico Médio (entre 1,7 e 1 bilhão de anos). Originaram-se do lento trabalho de águas levemente ácidas que, penetrando em planos de fraqueza, dissolveram o carbonato de cálcio (CaCO3) dos calcários, abrindo passagens. A água, que se infiltra na superfície, penetra no solo e vai dissolvendo a rocha. Ao encontrar os espaços das galerias subterrâneas, o carbonato de cálcio, dissolvido na água, sofre um processo de cristalização. Inicia-se, assim, a formação das estalactites e das estalagmites, muitas vezes formando espeleotemas.

Na Bahia, encontra-se o maior sistema hidrológico subterrâneo identificado no País e talvez no mundo. Em Iraquara, temos grutas que, além da beleza de seus espeleotemas, observam-se, também, importantes painéis arqueológicos, com pinturas rupestres de animais (a exemplo de cachorros, veados, peixes etc.) ou de outras figuras que sugerem formas as mais diversas, como sol, mãos, flechas e desenhos geométricos. São figuras que se atribuem à obra do homem americano, pré-colombiano, datadas entre 1 mil a 8 mil anos.

Painéis, materiais líticos, cerâmicos e outros vestígios, que provavelmente existam no subterrâneo, representam um importante registro do homem da pré-história brasileira e da humanidade.

Antes de visitar essas cavernas tão únicas, é importante conhecer as normas de segurança: a preservação dos recursos naturais é de fundamental importância. Está com tudo pronto? Agora vamos conhecer as grutas mais bonitas de Iraquara:

Gruta da Lapa Doce

Faz parte de um complexo de cavernas calcáreas diferenciando da maioria das cavernas da região por ser ampla, arejada e quase toda plana. Considerada a terceira maior do Brasil, a caverna possui 20 km mapeados, onde 850 m são abertos à visitação. Sua dolina surpreende por ter 72 metros de altura. Seu maior salão não fica atrás: tem 60 metros de largura.

Gruta da Lapa Doce, localizada no município de Iraquara, na Chapada Diamantina. Foto: Canva.
Gruta da Lapa Doce, localizada no município de Iraquara, na Chapada Diamantina. Foto: Canva.

 

Como chegar: Seguindo aproximadamente 20 Km pela BR-242 após passar pelo Morro do Pai Inácio, pega-se a BA-122 por 14 Km até um cruzamento com estrada de terra. Placas indicam a Gruta da Lapa Doce à esquerda da rodovia e a Pratinha à direita. Percorra um quilômetro até uma bifurcação, dobre à direita e percorra mais um quilômetro.

Pratinha e Gruta Azul

Situada na Fazenda Pratinha, o lago da Gruta Azul fica escondido sob as raízes aéreas de uma árvore da fazenda e tem comunicação com o Rio Pratinha. Para chegar até ela há uma pequena, mas íngreme descida. O banho na gruta não é permitido.

Já na Gruta do Rio Pratinha, o mergulho é permitido. A observação das formações rochosas e dos peixes é a principal atração. Uma das curiosidades dessa lagoa são os micro búzios, minúsculas conchinhas que forram o leito do rio.

A Gruta Azul fica escondida sob as raízes aéreas de uma árvore da fazenda. Foto: Gilson Barreto Andrade.
A Gruta Azul fica escondida sob as raízes aéreas de uma árvore da fazenda. Foto: Gilson Barreto Andrade.

 

Torrinha

A Torrinha não é a maior caverna do Brasil, mas é uma das mais completas, considerando-se a riqueza e diversidade de seus espeleotemas. Em levantamento da Sociedade Brasileira de Espeleologia, de 1994, a Torrinha aparece como a 13º maior do país, com 8.210 metros. No entanto, atualmente já há 13.300 metros mapeados, o que a colocaria em sétimo lugar. Antes de entrar na Torrinha os visitantes recebem um capacete e orientações sobre o comportamento dentro da caverna. Não falar alto, não correr e não mexer nas formações são os principais pedidos.

 

Foto: Canva.
Foto: Canva.

 

Mais artigos sobre a Chapada Diamantina: (Clique aqui)

 

 


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também

ENVIAR MENSAGEM
1
Estamos Online!
Ola! Quer mandar a sua sugestão de pauta ou anunciar com a gente?