Cachoeira da Fumaça: uma vista sem igual

Visitantes aproveitam a visão aérea espetacular da Cachoeira da Fumaça para registrar uma bela Sefie. Foto: L12.
Visitantes aproveitam a visão aérea espetacular da Cachoeira da Fumaça para registrar uma bela Sefie. Foto: L12.

 

Uma das fotos mais tradicionais dos visitantes da Chapada da Diamantina é aquela da pessoa sentada à beira de uma pedra na ponta de um morro, enquanto ao fundo se vê uma cachoeira enorme que cai pelos céus do alto até o chão. Trata-se da Cachoeira da Fumaça, no município de Palmeiras, no Parque Nacional.

O caminho até lá pode ser feito com um veículo de expedição que leva o visitante até o início da trilha. Depois, uma caminhada de seis quilômetros faz chegar ao mirante, em que é possível ver as águas caírem de uma altura de mais de 1300 pés, criando uma cortina de nevoeiro. A trilha que leva à Cachoeira da Fumaça foi criada pelos garimpeiros de diamantes, que se instalaram na bacia dos rios Capivara, Palmital, Capivari e Caldeirão. Também é possível caminhar até a parte baixa da cachoeira, num roteiro mais aventureiro: são três dias de caminhada e acampamento no meio da mata fechada.

Mais duas belíssimas imagens da Cachoeira da Fumaça. Foto: Canva.
Mais duas belíssimas imagens da Cachoeira da Fumaça. Foto: Canva.

 

O primeiro trecho da caminhada até o topo em que se vê a Fumaça tem como cenário o visual da serra do Rio Preto e do Vale do Capão. Pode-se iniciar a caminhada da Cachoeira da Fumaça com uma viagem de carro até a vila do Capão, que dura duas horas partindo de Lençóis. A primeira parte da caminhada é íngreme, subindo cerca de uma hora. Em seguida, caminha-se mais uma hora em plano para chegar ao topo da Cachoeira da Fumaça. Do alto se tem uma vista fantástica.

Se você for entre os meses de maio a setembro, há menos volume de água caindo. Como por ali o vento bate nas gotas criando o efeito esfumaçado se tem o nome de “Fumaça”. Depois que a água cai da Fumaça, ela corre muitos quilômetros até a grande baía, a Bahia de Todos os Santos. Mas como isso se dá? É porque o rio Fumaça converge com o rio Capivara, culminando no São José, afluente do Paraguaçu, que vai até a Bahia de Todos os Santos.


A Cachoeira da Fumaça seria uma das mais altas do Brasil?

 

Pairam muitas incertezas sobre qual é a cachoeira mais alta do Brasil, mas hoje a maioria dos pesquisadores da área concorda: a Cachoeira da Fumaça, no Parque Nacional da Chapada Diamantina está entre as mais altas e é aquela que tem mais fácil acesso.

A questão da cachoeira mais alta do Brasil gira em torno da El Dorado, a cachoeira com um grande volume de água e uma queda única localizada na Serra do Aracá, no estado do Amazonas, próximo ao Monte Roraima e Pico da Neblina. Esta cachoeira gigante está registrada com 353m de altura e acessível apenas em uma expedição selvagem de 10 dias, sendo 6 dias de barco e 4 dias de caminhada em floresta densa e fechada. Quem já passou por lá disse que o espetáculo é indescritível, o volume de água é muito intenso, os arredores da floresta amazônica intocada e o abismo cravado nas altas montanhas completam a magia do tesouro perdido.

 

A Cachoeira da Fumaça tem a segunda maior queda d'água do Brasil, com 385 metros só perde para a Cachoeira da Neblina.
A Cachoeira da Fumaça tem a segunda maior queda d’água do Brasil, com 385 metros só perde para a Cachoeira da Neblina.

 

El Dorado perdeu a posição quando pesquisadores descobriram uma cachoeira gigante no Parque Nacional da Serra dos Órgãos, na região serrana do estado do Rio de Janeiro. A descoberta, feita pelo grupo de estudiosos durante pesquisa na bacia hidrográfica da região, registra que a cachoeira tem mais de 450m de altura. Para chegar lá, no entanto, só com a experiência de atletas de alto rendimento e montanhistas.

Entre as cachoeiras mais altas do Brasil, estão ainda duas localizadas em Monte Roraima que são maiores que o El Dorado e menores que a Neblina. As cachoeiras norte e sul do Rio Cotingo têm 375m e 365m de altura, respectivamente. O acesso ali é difícil e a logística complexa.

Na sequência, está a Cachoeira da Fumaça do Parque Nacional da Chapada Diamantina. A dança das águas abraça as paredes do cânion nos seus 340m de queda livre. Um espetáculo nas diferentes estações do ano, seja com um alto volume de água (depois das chuvas) ou quando seu volume é apenas um fio que se vaporiza pelo vale antes de chegar ao fundo. Assim sendo, a caminhada até a Cachoeira da Fumaça pode ser considerada a mais acessível entre as cachoeiras gigantes do Brasil. Um passeio imperdível para os fãs de natureza!

Mais sobre a Chapada Diamantina (Veja aqui).


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também

ENVIAR MENSAGEM
1
Estamos Online!
Ola! Quer mandar a sua sugestão de pauta ou anunciar com a gente?