Auxílio Brasil, substituto do Bolsa Família começará em novembro, diz Ministro

Ministro da Cidadania, João Roma. Foto: L12.
Ministro da Cidadania, João Roma. Foto: L12.

 

O programa Auxílio Brasil, que irá substituir o Bolsa Família, começará a ser pago a partir do próximo mês de novembro de 2021,  e irá contar com um aumento de 20% no valor dos benefícios, relação ao programa anterior, afirma o ministro da Cidadania, João Roma, nesta quarta-feira, dia 20. “O programa permanente, o Auxílio Brasil, que sucede o Bolsa Família, esse programa tem um tíquete médio, portanto, o valor do benefício varia conforme a composição de cada família. Então, existem famílias que estão recebendo menos de R$ 100, e tem outras que estão recebendo até mais de R$ 500. Esse programa terá um reajuste de 20 [%]”, disse o Ministro. Os 20% de aumento não serão sobre o valor unitário do benefício, mas sobre a execução de todo o Auxílio Brasil, que começa a ser pago no mês de novembro, acrescentou. O começo dos pagamentos do Auxílio Brasil coincide com o fim do auxílio emergencial, programa lançado no ano passado para apoiar famílias com vunerabilidade durante a pandemia e terá a última parcela creditada este mês de outubro. Ao todo, o programa atendeu mais de 68 milhões de famílias com um orçamento de R$ 379 bilhões. “Estamos estruturando um benefício transitório, que funcionaria até dezembro do próximo ano, e esse benefício transitório teria por finalidade equalizar o pagamento desses benefícios para que nenhuma família beneficiária receba menos de R$ 400”, finalizou João Roma.


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também

ENVIAR MENSAGEM
1
Estamos Online!
Ola! Quer mandar a sua sugestão de pauta ou anunciar com a gente?